4 dicas para não errar na irrigação por aspersão em hortaliças

O produtor brasileiro tem à disposição várias opções na hora de fertirrigar seu cultivo, se você está aqui, provavelmente já utiliza ou pretende adotar o sistema de irrigação por aspersão em suas hortaliças,  porém já adiantamos que está é uma escolha muito inteligente.

Este tipo de irrigação é um dos favoritos dos agricultores por sua margem de preço que varia entre valores modestos à grandes investimentos com retorno praticamente garantidos.

A irrigação por aspersão possui sistemas para diversos tamanhos e tipos de cultivo, porém fica o destaque à seus modelos portáteis que dão mobilidade ao agricultor que deseja irrigar vários setores sem investir em equipamentos mais complexos.

irrigação por aspersão em hortaliças
Exemplo de sistema de irrigação por aspersão sendo utilizado em hortaliças

Assim como tudo na vida e no Agro também, a moderação é a chave para o equilíbrio e o sucesso, irrigar hortaliças requer uma série de pontos que ao serem respeitados o sucesso de uma safra é praticamente garantido.

Confira nossas 4 dicas para você ter ainda mais sucesso com sua irrigação por aspersão em hortaliças:

1 – Qual sua fonte de água? Fique atento à presença de sais e resíduos diversos

O uso de águas vindas de poços artesianos e rios são as práticas mais comuns entre os agricultores, porém esteja atento, sua origem 100% natural nem sempre garante que esta água esteja pronta para ser utilizada em sua produção.

Fontes naturais como poços e rios podem estar carregados de compostos naturais (ou não) como metais, minerais, gases e até microrganismos que podem ajudar no desenvolvimento das hortaliças mas que em excesso pode prejudicar o seu cultivo.

Atenção: Águas de fontes naturais podem conter níveis de sais prejudiciais às hortaliças

Alguns nutrientes podem afetar a àgua e como consequência suas hortaliças, tais como o cálcio, magnésio, cloro e ferro que em excesso podem prejudicar o desenvolvimento e até a saúde de seu cultivo.

Algumas hortaliças como alface, morango entre outras são mais sensíveis à toxidez de alguns nutrientes como íons, cloreto e sódio, portanto para produtores de culturas delicadas é mais que recomendado realizar a análise da água que será utilizada em sua irrigação.

Já hortaliças como abobrinha, beterraba entre outras são mais resistentes ao sódio porém ainda tendo seus níveis máximos de tolerância.

A água com altos níveis de sódio não é absorvida pelo solo com facilidade, dificultando seu trajeto até a raiz do cultivo e irrigando de forma ineficiente, deixando na superfície nutrientes que deveriam estar favorecendo as hortaliças.

A fonte é natural mas a contaminação pode ser química

Assim como “nem tudo que reluz é ouro” também “nem tudo que vem da natureza é livre da interferência do homem”, portanto é importante realizar uma análise laboratorial da água para averiguar sua composição por completo.

Além dos compostos naturais que em excesso podem ser prejudiciais, devem ser estudados os elementos químicos e até impróprios que tenham entrado em contato com esta água.

Mesmo que esta água esteja num nível abaixo do solo alguns agentes como herbicidas, fungicidas e outros defensivos, podem se infiltrar pelas camadas da terra e contaminar os lençóis freáticos.

No caso de qualquer cultura, recomendamos que o produtor solicite uma análise da água com um laboratório de sua confiança para certificar que a água utilizada irá irrigar e não prejudicar sua cultura.

Essa análise é fundamental para o agricultor irrigar suas plantas com eficiência, sem gastar água à toa e não ter a qualidade de sua colheita prejudicada por fontes externas.

Porém fique tranquilo, a análise laboratorial da água não é cara e caso a água se encontre imprópria é possível adotar um sistema de filtragem para tornar este recurso próprio para irrigar seu plantio com sucesso.

2 -Irrigue de forma diferente cada fase de suas hortaliças

Assim como uma criança não come a mesma quantidade que um adolescente, uma hortaliça não consumirá a mesma quantia de água e nutrientes em todas as fases de seu desenvolvimento.

Sistemas de irrigação por aspersão podem abranger áreas amplas, portanto é importante controlar a pressão da água e até separar hortaliças de fases diferentes, para que a nutrição de uma não sobrecarregue ou seja insuficiente para outra.

No Agro é comum que muitas culturas passem por estas 4 fases até chegar ao ponto de colheita:

  • Fase 1: Inicial, recém-plantado;
  • Fase 2: Vegetativa, o cultivo surge na superfície do solo porém ainda é bem novo;
  • Fase 3: Produção, logo que o cultivo toma forma até o momento próximo de pré colheita;
  • Fase 4: Pré-colheita, aquela fase onde a hortaliça está na reta final e o produtor só precisa manter seu cultivo nos trilhos até a hora de colher;

É importante que o produtor acompanhe todas as fases e crie um plano de nutrição e irrigação exclusivo para cada uma, pois cada estágio tem uma necessidade e exige uma fertirrigação específica para que seu cultivo chegue com sucesso na colheita.

Somente a setorização permite que cada fase do cultivo seja irrigada corretamente

Para evitar erros na hora de irrigar o produtor deve setorizar sua produção, deixando cada fase e até cultura em um setor diferente. Esta irrigação exclusiva nutre de forma eficiente e precisa, deixando o cultivo mais resistente e saudável.

Na hora de escolher um sistema de irrigação informe ao vendedor a rotação de culturas de sua produção e também quantas espécies você cultiva ao mesmo tempo, desta forma ele indicará um sistema de irrigação setorizado que atenda às suas necessidades.

Para saber a dose ideal de água e até de fertilizantes use o Painel de Fertirrigação iPonia Agtech, confira a receita perfeita para cada fase e programe a irrigação de até 16 setores tudo pelo seu celular, sem pôr 1 pé se quer na produção.

Dar uma nutrição especial para cada setor ficou fácil, na hora marcada no sistema a nutrição que você programou será aplicada no setor escolhido.

3 – Saiba que o solo armazena água e irrigue considerando isto

O solo também funciona como reservatório de água da plantas. Assim como a raiz absorve a água, uma parte dela é evaporada e o restante fica armazenado nos poros da terra.

Portanto é importante fertirrigar observando o tipo de solo e as condições climáticas de sua região.

Realizar esta avaliação do solo à olho nu, achismo e até no tato não dá ao produtor uma noção real da quantidade de água armazenada, porém é aí que a tecnologia entra para ajudar o produtor a irrigar na medida certa para não sobrecarregar seu cultivo.

O Painel de Fertirrigação iPonia Agtech entra como um fiscal do tempo, avaliando condições climáticas como níveis de umidade e temperatura, sugerindo ao produtor o tempo e densidade da irrigação apropriada para cada momento, até se atinja a capacidade de campo do substrato ou solo utilizado.

Esta avaliação do clima feito pelo Painel de Fertirrigação é a ferramenta precisa para o produtor não cometer excessos em sua produção, evitando o “afogamento” da raiz do cultivo e nutrindo corretamente para não tornar seu cultivo alvo de pragas.

Para quem produz em regiões chuvosas ou arenosas, lidar com a função de armazenamento de água do solo pode ser um desafio ainda maior.

O Painel de Fertirrigação é um aliado na hora de irrigar sua produção, mas além disso, outras técnicas de manejo podem ser adotadas para que sua irrigação seja mais efetiva, como a cobertura do solo com palhada, espaçamento ideal das plantas e sempre respeitando as recomendações agronômicas para a sua cultura, tipo de solo e clima.

Não curte cálculos? Quer praticidade e fugir do medo de errar?

Use o Painel de Fertirrigação iPonia Agtech que acompanha o crescimento do cultivo e sabe a hora exata de parar a irrigação, além de avaliar dia e noite com precisão todos os pontos que você teria de olhar um a um para acertar este cálculo.

Com este Painel suas hortaliças chegarão a fase de maturação saudáveis e bem cuidadas e esta pausa na irrigação será só o aquecimento para uma colheita de sucesso.

Fique longe de cálculos e livre-se do medo de que algo não saia como esperado em seu cultivo, a automação está aí para dar segurança e praticidade ao agricultor.

4 – Adote novas técnicas, a irrigação por aspersão em hortaliças fica mais eficiente quando automatizada

Adotar um sistema de irrigação profissional é um grande passo para o agricultor! Se você optou pela aspersão certamente pesquisou bastante e conversou com alguns profissionais até tomar esta grande decisão, parabéns por investir em seu produção!

Porém saiba que a praticidade da irrigação exige atenção especial por parte do agricultor, pois conforme abordado no texto não é só irrigar e sim a quantidade e a forma como tudo será feito.

Portanto saiba que você não está sozinho nesta jornada, você pode ter ao seu lado o Painel de Fertirrigação que entende as necessidades de seu cultivo, é fácil de mexer e tem um preço acessível, portanto invista sem medo e fuja dos medos e inseguranças de ter uma colheita insatisfatória.

Levantamos vários pontos do Painel no decorrer do texto e deixamos aqui nossas dicas e nosso contato via WhatsApp para apresentar como nosso Painel irá ajudá-lo em seu dia a dia na irrigação de suas hortaliças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *